PT
EN

Turismo


Francisco Brennand, Abelardo da Hora, Corbiniano Lins. E Rinaldo, Marianne Peretti, Roberto Lúcio e Cavani Rosas. Já ouviu falar em alguns deles? Pelo menos um? São apenas alguns dos mais importantes nomes das artes plásticas de Pernambuco. E estão pertinho do público que visita o Shopping Recife. O Parque das Esculturas, espécie de museu ao ar livre incrustado dentro da área do centro de compras, é um dos espaços mais tradicionais do shopping. Reúne 32 esculturas em diversos materiais e estilos, assinadas por artistas consagrados, alguns deles famosos mundialmente. E diferentemente de um museu comum, elas estão disponíveis diariamente, no horário de funcionamento do mall, numa área arborizada, quase um oásis no meio do bairro de Boa Viagem. O melhor horário para visita-la é o fim da tarde. Compre um sorvete, um chá gelado, ande um pouquinho para além das portas do edifício garagem e se permita contemplar. Ah, sem esquecer das fotos para levar de lembrança as imagens de obras de arte de grandes nomes da produção artística do Recife.

Para levar na bagagem

Quem aí consegue viajar sem levar pelo menos uma lembrancinha de viagem? Nem que seja um ímã de geladeira, uma camiseta, um bonequinho, que seja; algo que materialize a alegria e aquele momento único de visita à cidade. Para muita gente, o Recife é a sombrinha de frevo, o bolo de rolo (e esse dá para comprar e levar na bagagem, olha aqui, e Olinda é a tapioca da Sé, dá para comer aqui também.

Já Porto de Galinhas são as miniaturas da ave, em vários estilos e formatos (imã de geladeira, em madeira, tecido), ou mesmo aquelas sandálias Havaianas coloridas usadas para percorrer a vila ou quilômetros de areia (e tem uma loja da marca cheia de opções no piso superior do mall).

Não importa as suas referências e lembranças, mas voltar pra casa sem nada na mala que lembre o Recife, ou sem o presente da família, está fora de cogitação.

 

/**/
Site by Cappen